PERFIL 2016 DA ABIPLAST INDICA RETOMADA PARA O SETOR DE TRANSFORMADOS PLÁSTICOS

05 abr 2017

Dados foram divulgados na FEIPLASTIC 2017 - Feira Internacional do Plástico destacando o Índice de Confiança positivo dos empresários para o decorrer deste ano e a projeção de crescimento nas vendas para o próximo trimestre

São Paulo, abril de 2017 – A expectativa geral da Indústria de transformados plásticos para este ano é positiva segundo o Índice de Confiança do Empresário Industrial, medido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgado pela ABIPLAST (Associação Brasileira da Indústria do Plástico) na FEIPLASTIC 2017 – Feira Internacional do Plástico. A ABIPLAST também projeta alguns bons resultados, já para o próximo trimestre, em pesquisa feita diretamente com os associados, como aumentos na produção e nas vendas do setor, além de queda nos estoques de produtos finais. Por outro lado, os associados esperam retração nos investimentos, aumento nos custos de matérias-primas e não alimentam expectativas quanto a contratação de mão-de-obra.

Essas informações fazem parte da prévia do PERFIL 2016: Panorama da indústria de transformados plásticos, que a ABIPLAST produz todos os anos para ser distribuído aos associados. A apresentação dos números foi feita durante a FEIPLASTIC, que está acontecendo no Expo Center Norte, em São Paulo. O analista econômico da ABIPLAST, Marcos Ferreira do Nascimento, mostrou de um modo geral que o setor vem se recuperando lentamente depois de pelo menos dois anos seguidos de crise na economia. De acordo com Nascimento, o PERFIL 2016 completo estará disponível no próximo mês.

Pela análise feita pela ABIPLAST, considerando uma possível recuperação do PIB Brasileiro de 2017 a 2018 em torno de 0,5% a 3% ao ano, a demanda brasileira por transformados plásticos atingirá os patamares observados em 2012/13, auge do setor dos últimos dez anos, apenas em 2023. O consumo aparente de transformados plásticos atingiu naqueles anos 7,7 milhões de toneladas. No ano passado, esse número fechou em 6,1 milhões de toneladas.

O faturamento do setor atualmente é de R$ 64,5 bilhões, gera 313.062 empregos e possui 11.459 empresas. Ainda segundo os dados do PERFIL, 94% das empresas transformadoras de plástico são de micro e de pequeno porte. O emprego está concentrado nas médias empresas, enquanto a maior parte do faturamento do valor adicionado está concentrada nas grades empresas do setor.

Outro dado positivo levantado pela ABIPLAST é o crescimento de novas empresas recicladoras de plástico, que mantém um ritmo de 10,5% ao ano desde 2007. Naquele ano o número de empresas era de 481, saltando para 1.080 em 2015.

No ranking dos principais setores da atividade economia que mais consomem plástico, a construção civil lidera ocupando 25,7% do total, seguido por alimentos, 19%, automóveis e autopeças, 12,1%, máquinas e equipamentos, 7,3% entre outros.

USO DO PLÁSTICO NA CONSTRUÇÃO CIVIL TEM POTENCIAL DE EXPANSÃO

A versatilidade e as inúmeras adaptações possíveis presentes nas resinas plásticas permitem sua aplicação na construção civil, que vai da fundação até o telhado. No Brasil, existe ainda um grande potencial de expansão no uso do plástico, à medida que novos aditivos e combinações ampliam as qualidades dos materiais conferindo mais durabilidade, desempenho acústico e leveza. O assunto foi abordado no segundo dia do Fórum FEIPLASTIC com o tema Inovação e a Importância do plástico na indústria da construção civil.

O gerente de engenharia de Aplicação e Desenvolvimento de Mercado PVC da Braskem Antonio Rodolfo Jr. comparou o consumo per capita de plástico no Brasil com o dos países desenvolvidos e afirmou que o país ainda está muito aquém do seu potencial de produção e consumo. Cada brasileiro corresponde ao consumo por ano de cerca de 25 quilos do grupo de resinas termoplásticas (PE, PP e PVC), enquanto nos EUA, a quantidade é de 75 kg, na Europa, de 50 kg e Japão, 48 kg. Rodolfo destacou que a vocação do plástico é substituir materiais tradicionais (como metais e madeira) em todas as áreas por conta da sua durabilidade, resistência à corrosão, impermeabilidade, resistência mecânica, além de ser atóxico. No caso da construção civil, especificamente, as aplicações ganham grandes dimensões haja vista alguns fatores característicos da realidade brasileira como a necessidade de diminuir o déficit habitacional, estimado entre 4,5 e 6 milhões de unidades.

O gerente da Braskem enumerou algumas aplicações específicas do PVC (policloreto de vinil) na construção civil, entre elas no uso de perfis nas estruturas de construções por exemplo. O perfil é um sistema modular de encaixe em que as paredes são feitas de perfis vazados de PVC acoplados entre si. Após sua montagem, são preenchidos por concreto e aço estrutural, de maneira que as fôrmas de PVC ficam incorporadas às paredes. Outras aplicações do PVC são em janelas, geralmente substituindo o alumínio; em telhas, cuja principal vantagem é em relação ao peso, bem mais leves que as de cerâmica, por exemplo (enquanto o metro quadrado das telhas em PVC pesam 5 kg, o de cerâmica, 35 kg); poços de visita (bueiro) e mantas acústicas para aplicações em lajes, paredes e pisos.

Rodolfo também mencionou o sistema construtivo BubbleDeck em lajes, composto por esferas de polipropileno inseridas de forma uniforme entre duas telas de aço. As esferas ocupam as partes de concreto que não desempenham a função estrutural, possibilitando construir lajes com a mesma resistência de uma convencional plana e maciça, porém mais leves. Por fim, ele falou ainda do Sistema de Drenagem Urbana Sustentável (SDUS), cuja aplicação se dá por meio de peças ocas em PP (polipropileno) montadas como se fosse um “quebra-cabeça” para revestir estruturas para drenagem e/ou reservatório de águas pluviais.

LANÇAMENTOS PARA O SETOR  DA CONSTRUÇÃO CIVIL TÊM DESTAQUE NA FEIRA

Importante segmento para o setor de transformados plásticos, a construção civil, que segundo a ABIPLAST lidera o ranking das atividades econômicas que mais consomem plásticos, recebe atenção especial das grandes marcas fabricantes de resinas. Confira alguns lançamentos presentes na FEIPLASTIC 2017:

SABIC – Apresenta chapas de LEXAN, de baixo peso, facilidade de instalação e benefícios de conservação de energia para diversas estruturas e aplicações:
SABIC® PP, resina para aplicações como chapas finas, corrugadas e perfis, oferece resistência a UV e ao impacto, bem como baixa contração.
Resina GELOY™ (ASA/PC), que fornece uma camada de revestimento protetora e resistente ao tempo para telhas de PVC.

RHODIA SOLVAY - Linha de estabilizadores de luz CYASORB CYNERGY SOLUTIONS®,  que oferece proteção térmica e UV de longo prazo para poliolefinas, expostas as intempéries. As aplicações incluem componentes confeccionados em TPO ou polipropileno como: telhas, fachadas, membranas de impermeabilização multicamadas e geomembranas.

EVONIK - A linha Dynasylan® inclui uma gama de diferentes grupos de silanos: para cabos e tubulações; para formulações retardantes de chamas e para adesivos e selantes de alta performance.

POLYSTELL – Mostra tintas imobiliárias e massas plásticas, como POLYADIT® 41.120/POLYADIT® 4108, com umectantes, dispersantes e estabilizantes do sistema de cor, evitando floculação, sedimentação e aglomeração dos pigmentos; POLYAPP® 2621 e COAL/POLYAPP® 21.123, que melhoram o desempenho das tintas proporcionando uma ótima formação de filme e o aumento da resistência aos processos de lavagem, além do POLYCLEAN® 6020 – Micropartículas de Prata, que elimina 99,99% das bactérias causadas por contaminações nas tintas

EXPOSITORES INTERNACIONAIS REFORÇAM IMPORTÂNCIA DA FEIPLASTIC PARA GERAÇÃO DE NEGÓCIOS

Um dos destaques da participação internacional na FEIPLASTIC 2017 é o pavilhão italiano, que reúne oito empresas expositoras, com máquinas voltadas à reciclagem, moldes e matérias-primas para a indústria de transformação de resinas plásticas. "Este segundo dia de feira tem sido positivo - avalia Maurizio Campedelli, gerente de Vendas da Borghi - trazemos máquinas ao Brasil há 30 anos". Entre os destaques da companhia estão máquinas para a produção de vassouras e outros produtos para limpeza como escovas. Outra expositora é a Omso, que apresenta aos visitantes produtos para impressão para indústrias alimentícia, cosmética, farmacêutica, entre outras.

Entre pavilhões, como o da Índia, e empresas que chegam à feira de forma independente, a FEIPLASTIC traz ao visitante 15 países expositores, como Áustria, Estados Unidos, França, Reino Unido e Suíça. Já a participação latino-americana deve reforçar as relações comerciais entre Brasil e os países vizinhos. "Nosso principal objetivo é unificar os interesses - explica Sergio Hilbrecht - gerente da Câmara Argentina da Indústria Plástica, CAIP - trabalhamos junto da ABIPLAST, e com outras entidades formamos a Associação Latino-Americana da Indústria Plástica - APLIP. Procuramos intercâmbio de experiências”. Para Hilbrecht, a indústria argentina do plástico tem se reestruturado, e o setor deve se recuperar juntamente com a melhoria do cenário brasileiro.

Além disso, a organização do evento espera que cerca de 30 países visitantes circulem  pelo Expo Center Norte até o dia 7 de abril.

EM PARCERIA COM SEBRAE, EMPRESAS DE PERNAMBUCO VISITAM A FEIPLASTIC

O Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado do Pernambuco - SIMPEPE vem à Feira Internacional do Plástico  em busca de novas tecnologias e negócios. A iniciativa é uma parceria com o Sebrae. De acordo com a entidade, Pernambuco possui 274 empresas de transformados plásticos, fazendo do estado o oitavo em número de fábricas de plástico e em postos de trabalho.

"Este ano completamos 25 anos de existência, e a participação na FEIPLASTIC é importante para o SIMPEPE - avalia o presidente da entidade, Gessé Batista Santos - nosso setor, em Pernambuco, é composto 90% de micro e pequenas empresas, e a visita à feira gera um impacto muito positivo".

Serviço: FEIPLASTIC 2017 – Feira Internacional do Plástico
Data: 3 a 7 de abril de 2017
Horário: das 11h às 20h
Local: Expo Center Norte
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 - Vila Guilherme – São Paulo
www.feiplastic.com.br

Mais informações para imprensa:
2PRÓ Comunicação
e-mail: reed@2pro.com.br
Teresa Silva - (11)3030-9463
Myrian Vallone - (11) 3030-9404
Luciano Somenzari – (11) 3030-9435




 


113217
https://imprensa.reedalcantara.com.br/formularios/producao/formmidiakit.php?lang=pt&idevento=6215&cor1=71a83b&cor2=649535&cor3=ffffff

Aplicativo de Celular
O aplicativo gratuito está disponível para download nos sistemas Android e iOS.
Baixe agora

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber as novidades da Feiplastic. Fique por dentro de tudo o que acontece.

Cookies são utilizadas para operar este site e para melhorar a sua usabilidade. Os detalhes completos sobre o que são os cookies, por que os usamos e como você pode gerenciá-los, podem ser encontrados na nossa página Privacidade & Cookies. Por favor, leve em consideração que ao utilizar este site você concorda com o uso de cookies.